Tipos de plano de carreira: Saiba como atingir seus objetivos profissionais!

Plano de carreira
03 de novembro de 2021
Última modificação: 28 de março de 2022

Autor: Victor Said
Categorias: Carreira

O que faz uma empresa ser atrativa para você hoje? O salário? Os benefícios? As condições de trabalho? Para muitos profissionais é a possibilidade real de crescimento. Se você espera ter um cargo de liderança ou de gestão no futuro, é necessário planejamento prévio, tomando ações assertivas para alcançar seus objetivos e metas, mas, para isso, você precisa de um plano de carreira muito bem elaborado. 

Afinal, o que é um plano de carreira? Um plano de carreira nada mais é do que um programa de desenvolvimento estratégico que estrutura, dentro da organização, os cargos e posições que podem ser trilhados pelos colaboradores visando a melhoria contínua. 

Este é um instrumento flexível, que permite definir a trajetória do profissional a partir de suas competências e qualificações, dando a oportunidade para que ele cresça e se desenvolva, alcançando novas posições. 

Mas por que o plano de carreira é importante? Investir em gestão de carreira é essencial nos dias de hoje, tanto para as empresas quanto para os profissionais. Isto porque ele traz uma série de benefícios para ambos os lados. 

A organização ganha ao ter um colaborador mais qualificado, que está alinhado aos objetivos da empresa e que visa alcançar uma melhor posição na hierarquia da empresa, ao mesmo tempo em que retém talentos, já que para ele há uma perspectiva clara de crescimento. 

Por outro lado, o profissional também se beneficia, pois, visando ascender na carreira, ele amplia suas habilidades e competências, aprofunda seus conhecimentos, se destaca dentro do ambiente de trabalho por ter mais responsabilidades e obtém retorno financeiro, a partir de uma meta estabelecida a médio-longo prazo. 

Você já se perguntou como está a sua carreira hoje? Você está onde gostaria de estar? Se a resposta for não, esse post foi feito pra você. 

Quais os tipos de plano de carreira para empresas?

A princípio, existem diversas formas de estruturar um plano de carreira dentro de uma empresa, desde modelos mais flexíveis, como o modelo em rede – em que o colaborador pode atuar em diferentes áreas da empresa –, até estruturas mais rígidas, como é o caso do modelo em linha. Vamos conhecer os principais tipos?

Plano carreira em linha

O plano de carreira em linha é um dos modelos mais tradicionais de gestão de carreiras nas empresas, pois tem uma estrutura hierárquica e progressiva. Ele segue um padrão objetivo, no qual a organização estabelece linearmente a trilha do profissional a partir de uma área previamente definida. 

Este modelo é muito comum para áreas administrativas, no setor de marketing, no serviço público, na área de prestação de serviços e em carreiras militares. Confira um exemplo de plano em linha a seguir para a área de marketing.

Modelo de plano de carreira em linha para a área de marketing. Neste modelo há a progressão de carreira de trainee para analista jr., analista pleno, analista sênior, coordenador e gerente de marketing.

Plano de carreira em Y

O plano de carreira em Y é ideal para organizações flexíveis que precisam de  colaboradores nos níveis gerencial ou especialista. Ele permite que o profissional tenha dois caminhos possíveis dentro da sua carreira, da mesma forma como ocorre na letra Y, daí o nome. 

O principal objetivo é permitir que o funcionário possa optar por um caminho diferente da liderança, como ocorre em modelos tradicionais. Ou seja, cabe ao profissional escolher entre um dos caminhos apresentados no plano de gestão. Confira na imagem abaixo um exemplo de plano de carreira em Y para o cargo de engenheiro. 

Modelo de plano de carreira em y para engenheiros. Há a progressão de carreira de trainee para analista jr., analista sênior e em seguida ocorre a bifurcação em que o profissional pode escolher pela opção de ser especialista ou gerente.

Neste exemplo, o profissional ingressa na carreira como trainee e pode avançar para o posto de gerente, alcançando até o posto mais alto de diretor de projetos da empresa. 

Note como é importante ter um programa bem estruturado, pois dá caminhos claros para o colaborador escolher entre o nível de atuação gerencial ou de especialista, como é o caso do supervisor de operações. 

Mas o mais importante na gestão de carreira é: a decisão é sua! É você quem decide qual caminho irá trilhar profissionalmente. E você faz isso ao longo da sua preparação, portanto, trabalhe as suas competências, habilidades e atitudes para acelerar sua carreira.

Plano de carreira em W

Podemos dizer que o plano de carreira em W é uma variação do modelo em Y, pois permite que o funcionário siga tanto pelo nível gerencial quanto pelo especialista, mesclando as duas atuações

Ele é ideal para profissionais flexíveis, que têm uma atuação versátil e perfil de liderança, já que trabalharão, principalmente, com a gestão de projetos ou com consultoria técnica, pois estas são áreas que requerem habilidades de liderança, gestão e conhecimento especializado em determinado segmento.

Plano carreira horizontal

A gestão de carreira horizontal é bem diferente dos que abordamos até agora. Para que este modelo funcione, a organização precisa ter uma estrutura horizontal, isto é, sem uma estrutura hierárquica rígida porque os colaboradores irão atuar em diversas áreas e realizarão tarefas em diferentes funções. 

O objetivo dele é engajar o colaborador a melhorar suas competências e habilidades, expandir seu escopo de atuação, ter uma visão panorâmica da organização e, sobretudo, se manter atualizado. Como não há mudança de função efetiva, pois todos estão nivelados hierarquicamente, ao se destacar na atuação é comum ocorrer aumento salarial ou receber bonificações.

Plano carreira paralela

O programa de carreira paralelo é pensado para organizações que visam a formação de líderes. Normalmente este tipo de programa tem início com a contratação de trainees e foca no desenvolvimento das habilidades e competências do funcionário de maneira paralela às suas atribuições cotidianas.

Esse plano explora o potencial de liderança do colaborador e o incentiva a ocupar postos mais altos na empresa. Sendo assim, a sua importância é imprescindível enquanto fator motivacional para quem está no início da carreira, pois o profissional vê a possibilidade real de crescimento, podendo alcançar um cargo de liderança. 

Plano carreira  em rede

Por último, mas não menos importante, há o modelo em rede. Este também pode ser considerado uma variação do modelo em y, mas tem como principal característica a amplitude de atuação. Neste modelo o funcionário tem uma gama maior de cargos em que pode efetivamente ocupar na organização

Para que a mudança aconteça é necessário que o funcionário trace metas objetivas, possua as competências e habilidades necessárias para a função e esteja interessado na mudança de cargo – mesmo que para uma área de atuação diferente da sua original. Essas mudanças podem acontecer ao longo de toda a carreira.

A importância de ter um gestão de carreira na cultura organizacional

Agora que você já entendeu quais são os vários tipos de planos de carreira, com certeza ficou clara a importância deles para a cultura organizacional. Um programa  estruturado e bem definido traz diversos benefícios

Melhorar o engajamento dos colaboradores é um dos principais ganhos, pois ao incentivar o desenvolvimento das competências dos funcionários, constrói-se um ambiente competitivo de maneira saudável, no qual eles estarão motivados a desempenhar suas atividades com excelência, tendo em vista a possibilidade de progressão na carreira.

Ao incentivar o crescimento profissional, como resultado, também é esperado maior integração dos funcionários com os valores da empresa e o fortalecimento da cultura organizacional, levando à maior produtividade e rendimento. Além disso, o programa possibilita identificar e reter talentos dentro da empresa, reduzindo, assim, o turnover.

Como traçar um plano de carreira pessoal?

A gestão de carreira é fundamental para o seu sucesso profissional. Mas como elaborar um plano de carreira pessoal de sucesso e ser bem sucedido profissionalmente? Preparamos um passo a passo para ajudar você nessa caminhada.

1. Estabeleça objetivos para a sua carreira profissional

O primeiro passo é estabelecer objetivos claros para a sua carreira profissional. Você já se perguntou o profissional que você gostaria de ser? Quem é você profissionalmente hoje? Você é o profissional que gostaria? Quais objetivos você gostaria de alcançar? Ao responder essas perguntas você já deu os primeiros passos rumo à gestão da sua carreira. 

Primeiramente você precisa identificar o que você almeja, ou seja, onde você quer chegar. Por exemplo: atualmente atuo como analista de dados júnior e gostaria de tornar analista de dados sênior. Este é um objetivo profissional claramente definido.

Quando você tiver definido o seu objetivo, então vamos para o segundo passo: a autoavaliação!

2. Realize avaliações e autoavaliações para identificar o seu momento atual

Você traçou um objetivo. Ótimo! Mas como alcançá-lo? O primeiro passo é avaliar o seu momento atual: em que momento da carreira eu me encontro? Esta é a pergunta-chave para sua autoavaliação. 

Faça um processo introspectivo para compreender quais são suas principais competências, habilidades e atitudes. Além disso, entenda quais técnicas, conhecimentos técnicos e específicos da sua área você domina, compare o seu desempenho com seus colegas e entenda como está o seu perfil atualmente. 

Para sua avaliação, faça uma pesquisa de mercado, busque o perfil de profissionais da mesma atuação e dimensione o que pode melhorar. Entenda também como funciona o plano de carreira da sua empresa, quais são as expectativas em relação aos funcionários e quais competências eles esperam para uma progressão de cargo.

3. Identifique suas qualidades e fragilidades, melhorar é importante!

“Conhece-te a ti mesmo e serás um profissional bem sucedido” já dizia Sócrates. Haha. Brincadeiras à parte, identificar seus pontos fortes e fracos é uma ação estratégica para o seu  crescimento dentro da empresa. Isto porque além de se autoavaliar, você será avaliado. 

Ter uma compreensão sólida em relação aos potenciais que podem ser explorados e pontos fracos que precisam ser melhorados é fundamental para o processo de melhoria contínua, especialmente para direcionar seus esforços para alcançar seu objetivo de carreira.

Vale lembrar que muitas empresas adotam entrevistas como uma das etapas de progressão no programa e a clássica pergunta “quais são seus defeitos?” pode estar presente. Respondê-la de maneira objetiva, apontando domínio, assertividade e caminhos para melhoria pode fazer toda a diferença.

4. Desenvolva um plano de ação

Se você já sabe quais são as suas fraquezas, as suas potencialidades e definiu seu objetivo, então está na hora de planejar como colocar isso em prática. Defina quais são as etapas para alcançar o seu objetivo, trace metas, faça um cronograma. Está procurando um plano de carreira em PDF? O e-book como acelerar sua carreira profissional pode ajudar você.

 

E-book Carreira profissional

O principal sobre o seu plano não é montar algo super elaborado, cheio de detalhes, e com prazos super apertados. Mas estruturar, a partir do seu objetivo – que pode ser de curto, médio ou longo prazo –, algo realmente executável. Não force a barra e conheça seus limites!

5. Identifique oportunidades de crescimento

Ao mesmo tempo em que está colocando seu plano de ação em prática, é essencial que você continue buscando oportunidades de crescimento dentro da sua empresa

Dessa forma, alcançar o seu objetivo é algo gradativo e, como vimos nos diversos modelos, demanda tempo. Portanto, identifique e aproveite cada chance de desenvolvimento. Um passo de cada vez!

6. Participe de programas de plano de carreira, capacitação e melhoria

Para ter efetividade no seu plano de carreira é necessário participar de cursos de capacitação e melhoria, o que requer uma visão estratégica da sua carreira. 

Existem diversas formas de se capacitar para alcançar as expectativas da empresa, mas cargos de alta gestão ou de liderança requerem conhecimentos específicos que, muitas vezes, só podem ser obtidos por meio de cursos especializados, sejam eles presenciais ou de educação a distância. Então este é um investimento necessário.

7. Cursos EaD

Uma das principais maneiras de obter êxito profissional hoje é investindo em cursos a distância

Cursos EaD são uma excelente opção, principalmente para profissionais com a carreira em ascensão e que possuem uma agenda dinâmica, em que você pode administrar o seu tempo para realizar as atividades e contar com material de apoio disponível em tempo integral.

A FM2S conta com uma série de cursos gratuitos que podem acelerar a sua carreira. Coloque o seu plano de ação em prática! Conte conosco e conheça nossos cursos gratuitos.

Mas como começar um plano de carreira? A FM2S pode ajudar você

Portanto, o primeiro passo para começar um plano de desenvolvimento de carreira é definir qual área de atuação você deseja investir e, como falamos, qual o seu objetivo profissional. 

Conheça os planos de desenvolvimento de carreiras

A Assinatura FM2S pode ajudar você nessa jornada, pois ela é uma trilha de ascensão profissional, ou seja, contamos com um plano de desenvolvimento de carreira próprio, estruturado em seis trilhas: 

  • Produção

Na trilha de Produção você terá a oportunidade de trabalhar com cursos, como Gestão de Equipes, Mapeamento do Fluxo de Valor (VSM) e Manutenção Lean (TPM).

  • Operações

Em Operações a abordagem tem como foco metodologias como PDCA 2.0, Indicador Efetividade Global (OEE) e Green Belt.

  • Qualidade

Para quem deseja trabalhar com Qualidade, o direcionamento é para ferramentas como a Folha de Verificação, Diagrama de Concentração de Defeitos e Coleta de Dados, Gestão da Rotina e Introdução ao Supply Chain.

  • Logística

A trilha de Logística tem como foco capacitações na área de Gestão de Processos, Lean Logistics e Folha A3.

  • Processos

Para a carreira em Processos o foco é uma abordagem panorâmica, com a utilização de instrumentos como Gráfico de Controle e Controle Estatístico do Processo (CEP), Kaizen – Processo de Melhoria Contínua e Como Elaborar Bons Dashboards.

  • Projetos

O profissional de Projetos irá se capacitar com Gestão de Equipes, Microsoft Project e Especialista Lean.

  • Nível Executivo

Independente da trilha que você escolha seguir, o nível executivo é comum a todas as trilhas e, portanto, possui a mesma estrutura, sendo formado pelas seguintes capacitações: Black Belt, Master Black Belt e um dos cursos de liderança da FM2S.

Já escolhi minha trilha, como faço pra começar o plano de carreira?

O primeiro passo é conhecer a Assinatura FM2S. Mas é importante você saber que dentro de cada trilha de desenvolvimento você poderá percorrer quatro níveis de conhecimento:

  • Trainee;
  • Especialista;
  • Líder; e
  • Executivo.

Esse é o percurso para quem é assinante e deseja ascender profissionalmente rumo aos pontos mais altos dentro de sua organização. 

É um caminho que pode ser gradativo, afinal você pode começar no nível trainee e nós iremos te auxiliar até você alcançar o seu objetivo profissional, seja ele de liderança, como especialista ou até no nível executivo. Todavia, você também pode começar no nível de liderança buscando um cargo executivo. 

E aí, o que está esperando? Comece agora a pôr em prática o seu plano de carreira, acesse nossos cursos grátis!

Deixe seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.