Quais são os 5 níveis de PPAP?

Quais so os 5 níveis de PPAP
03 de setembro de 2020
Última modificação: 03 de setembro de 2020

Autor: Guilherme Mendes
Categorias: Blog, Gestão de Projetos

O que um Processo de Aprovação de Peças de Produção – PPAP?

O Processo de Aprovação de Peças de Produção (PPAP), é uma pequena metodologia, mais comumente descrita como processo de fato, que foi desenvolvido para garantir, através de 5 níveis de avaliação, os melhores resultados em processos nas áreas de custos e segurança de indústrias. Principalmente na automotiva e na aeroespacial, o PPAP ajuda fabricantes e fornecedores a se comunicarem e aprovarem projetos e processos de produção antes, durante e depois da fabricação.

Para os presentes na indústria automotiva, o processo PPAP é atualmente regido pelo manual PPAP publicado pelo Grupo de Ação da Indústria Automotiva (AIAG). O PPAP ajuda a assegurar que os processos de fabricação de peças possam reproduzir consistentemente as peças durante as corridas de produção rotineiras.

Por isso, é importante que o profissional (ou profissionais) responsável pela implementação e acompanhamento de PPAPs na organização, possua amplo conhecimento sobre cada etapa e processo produtivo. Esse profissional também deve estar a par de métodos de padronização e exigências de qualidade.

Por isso, recomendamos a você nosso Curso de Certificação Green Belt, onde trazemos o conteúdo necessário para desenvolver estes, e outros, expertises. Além disso, você pode fazer parte da Assinatura FM2S e usar nossas aulas de PPAP e APQP para conduzir seu plano de desenvolvimento profissional.

Os 5 níveis de PPAP:

Quando falamos sobre os 5 níveis de PPAP estamos nos referindo as diferentes etapas do processo de avaliação que cada peça irá experienciar, entre o requisito e aprovação do cliente.

Em cenários que seu cliente requisita um PPAP, ele observará o nível de envio. Todos os elementos e características especificados no processo da peça, devem ser apresentados ao cliente de maneira exata.

Os 5 níveis de PPAP indicam, portanto, quais documentos a empresa precisa apresentar ao cliente, e quais podem ser simplesmente retidos pelo fabricante. Estes 5 níveis são classificados da seguinte forma:

  • Primeiro Nível – Pedido de Submissão de Peça (PSW) submetido ao cliente;
  • Segundo Nível – PSW com amostras de produtos e dados de suporte limitados;
  • Terceiro Nível – PSW com amostras de produtos e dados de suporte completos;
  • Quarto Nível – PSW e outros requisitos conforme definido pelo cliente
  • Quinto Nível – PSW com amostras de produtos e dados de suporte completos disponíveis para revisão no local de fabricação do fornecedor.

Observe também que: O nível 3 é o padrão para submissão completa de PPAP. Algumas organizações trabalham com um nível padrão de PPAP para uma categoria de peças, utilizando então diferentes níveis em outras peças.

Os Status do PPAP:

Após a empresa desenvolver uma peça utilizando os 5 níveis de PPAP, e entregar os documentos requisitados pelo cliente, pode-se observar o status do seu Processo de Aprovação de Peças de Produção. Esse status está dividido em três fatias:

Aprovado: A peça atende a todos os requisitos do cliente. O fornecedor está autorizado a produzir peças em série;

Aprovação Provisória: Permite-se o envio de peças em quantia limitada ou por período de tempo;

Rejeitado: A peça não atende aos requisitos do cliente, bom base no lote de produção do qual foi retirada e/ou na documentação que a acompanha.

Os níveis do PPAP e seu Status fazem parte das aulas do Curso de APQP e PPAP, ministrado pelo Professor Roberto Schindler. Esse é um dos conteúdos exclusivos disponíveis para quem faz parte da Assinatura FM2S!

Quando um PPAP é necessário?

O PPAP se faz necessário para qualquer novo envio de peças, assim como para a aprovação de qualquer alteração em uma peça ou processo existente. O cliente, por exemplo, pode solicitar um PPAP a qualquer momento durante a vida do produto, por isso, o fornecedor deve manter um sistema de qualidade que desenvolva e documente todos os requisitos de uma submissão PPAP, a qualquer momento.

Além disso, o PPAP possui alguns objetivos que o permitirão alcançar as expectativas da empresa e comprovar, ainda mais, sua necessidade. São eles:

  • Fornecer, portanto, evidencias de que todos os requisitos de registro e especificação do projeto de engenharia do cliente são adequadamente entendidos pela organização;
  • Demonstrar que o processo de fabricação tem o potencial de produzir produtos que atendam consistentemente a todos os requisitos durante um “lote significativo de produção”, à taxa de produção cotada;
  • Salvaguardar o cliente de possíveis problemas de qualidade no produto, garantindo o abastecimento seguro ao cliente por todo tempo de peça ativa (tempo de fornecimento de um produto).

Implementando o PPAP

A melhor forma de implementar o PPAP na sua organização, é através do uso de softwares criados para o gerenciamento de processos. Softwares desse tipo, também são recomendados para empresas que desejam implementar o APQP.

Um PPAP deve ser desenvolvido sob a realidade e necessidade de cada empresa, considerando seus processos, recursos e planejamentos. Por isso, caso sinta necessidade, procure uma consultoria especializada ou capacite pessoas da sua organização para acompanhar o processo, da criação a manutenção.

O processo de preenchimento de uma submissão PPAP é complexo e necessita de detalhes. Ele será constituído de elementos chave que devem ser concluídos para que a verificação do processo atinja o resultado de um produto de qualidade. Alguns elementos de requisitos específicos podem ser negociados junto ao fornecedor durante os processos de cotação, pois, não necessariamente todos os elementos do PPAP são obrigatórios a uma submissão.

Confira conteúdos semelhantes:

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro − um =