Como a mentoria pode acelerar sua carreira?

Mentoria
08 de abril de 2021
Última modificação: 08 de abril de 2021

Autor: Guilherme Mendes
Categorias: Carreira

Você sabe o que é Mentoria?

A Mentoria trata do processo de compartilhamento de conhecimentos, habilidades e experiências de vida de um profissional experiente, com a função de orientar e estimular o crescimento profissional de outra pessoa. Em resumo, pode ser compreendida como uma jornada de descoberta compartilhada. Logo, é uma excelente ferramenta para conhecer mais de um determinado mercado de trabalho, através do suporte de outra pessoa experiente do ramo. Neste artigo, você vai conferir o que é mentoria e como ela pode acelerar sua carreira.

O que é Mentoria?

Em primeiro lugar, saiba que a mentoria é um processo de desenvolvimento profissional concentrado no futuro realizado através do acompanhamento por um profissional mais experiente de uma área específica.

A mentoria, portanto, é dada pela relação mentor-mentorado.

O Mentor é a pessoa que detém a expertise de anos de atuação em uma determinada área. Por outro lado, o mentorado, é o profissional que objetiva ascender na carreira profissional.

Mentoria e Coaching

Embora muitas pessoas confundam, é importante deixar claro que Mentoria e Coaching não são a mesma coisa. Enquanto a mentoria tem como foco ações a longo prazo, ou seja, ações relacionadas ao futuro, o coaching tem como objetivo aprimorar seu raciocínio para aumentar sua produtividade, visando ações mais imediatas ou prazos mais curtos.

Para que serve a mentoria?

O mentoreamento pode fazer uma profunda diferença na vida dos mentorados e, por sua vez, fortalecer suas comunidades, situação econômica e relacionamentos.

Assim, um processo de mentoria pode ser realizado com diversas finalidades, desde resolver um problema técnico ou mesmo sobre a condução geral da carreira. Entre as principais utilidades da mentoria destacam-se:

  • Análise crítica da relação causa-efeito das situações;
  • Identificação de questões éticas;
  • Debater a melhor forma de se fazer uma atividade ou tarefa;
  • Aumentar a autoestima e autoconfiança do mentorado;
  • Discutir o direcionamento da carreira e a melhor forma de alcançá-lo;
  • Auxiliar na construção do networking.

Entre outras finalidades, visa o crescimento profissional/pessoal, o aprendizado e o desenvolvimento de carreira. Assim, estes objetivos são atingidos através de um planejamento de ações estratégicas de carreira.

O que esperar de uma mentoria?

Primeiramente, você de cara já pode ir interiorizando sobre o processo de mentoria como uma escuta ativa. Ou seja, você irá ouvir e entender as dicas e conselhos do seu mentor. Isso porque todas as sugestões por ele dadas visam estimular a sua vida profissional.

Outro ponto bastante comum nesse processo é o suporte para alcançar seus objetivos. Assim, você estará mais preparado e maduro para aceitar ideias. Afinal, você não irá cometer os mesmos erros que seu mentor cometeu durante sua experiência.

Em resumo, você precisa entender as recomendações e colocá-las em prática, além de monitorar o desempenho das suas ações. É importante entender que a relação mentor-mentorado é dada de forma imparcial. Assim, as trocas profissionais são dadas objetivando o mesmo alvo, ou seja, a liderança e o desenvolvimento profissional.

Quais os tipos de mentoria?

Os tipos de mentoria se dividem em dois principais: a mentoria interna, também conhecida como mentoria formal ou a mentoria externa, conhecida pelo seu caráter informal.

Mentoria Interna: o mentor e o mentorado são internos à organização, e há uma ênfase nas metas organizacionais, cultura, metas de carreira, aconselhamento sobre desenvolvimento profissional e equilíbrio entre vida pessoal e profissional. Mentores eficazes geralmente atuam como modelos para seus mentorados e fornecem orientação para ajudá-los a alcançar seus objetivos.

Mentoria Externa: é característica por não existir relação profissional entre mentor e mentorado. Ou seja, quando um profissional não se sente muito seguro para realizar suas atividades em uma empresa, ele pode buscar por um profissional externo a empresa para aconselhá-lo sobre as melhores práticas.

As principais áreas de Mentoria

O desenvolvimento de carreiras pode ocorrer em diversos âmbitos da vida profissional, ou seja, ele pode ser aplicado em diversas áreas, como por exemplo:

  • Gestão de Negócios: com foco no empreendedorismo, esse modelo direciona-se aos que objetivam entender mais sobre mundo dos negócios e gestão. Assim, o mentor atua orientando e sugerindo ações e estratégias para impulsionar os resultados do negócio;
  • Finanças: é certo que boa parte dos brasileiros não sabem gerir suas próprias finanças. Logo, o mentor atuaria com orientações de investimentos, gestão e controle de gastos;
  • Marketing/Mercado: tipo de mentoria voltado para otimização de vendas. Ou seja, o mentor concentra seus estudos nas tendências de mercado e estratégias de marketing para aumentar a visibilidade, engajamento e compras dos produtos/serviços do seu negócio;
  • Carreira: este tipo de mentoria direciona-se especificamente aos que desejam estruturar um plano de carreira. Assim, inicialmente foca em descobrir os possíveis entraves do seu crescimento. Posteriormente, foca em técnicas e ferramentas comprovadas e experiências de direcionamento estratégico.

Ebook como acelerar a carreira profissional com a educação a distância

Como escolher um mentor?

A maioria das pessoas não tem ideia de quais pontos deve levar em consideração ao escolher um mentor. Assim, trouxemos alguns pontos que podem te ajudar neste processo:

1. Conhecimento técnico

Acredito que o primeiro ponto a ser observado é se o mentor em questão possui experiência na área que você deseja se desenvolver. Dessa forma, você garante que ele será capaz de te ajudar com o seu desafio.

A chave aqui é acompanhar os projetos, portfólios e conteúdos disponibilizados pelo seu mentor, e a partir de uma análise crítica, você já obterá uma boa ideia se ele é capaz de te ajudar ou não.

2. Experiências Profissionais

Neste quesito, você deve saber identificar se o mentor possui ações estratégicas já testadas e comprovadas com resultados para te auxiliar no seu ramo de trabalho. A partir disso, recomendamos uma pesquisa sobre o mentor no LinkedIn. Preste atenção com relação ao histórico profissional e tempo de experiência em cada função que desempenhou. Não deixe de observar também suas certificações, recomendações e cursos.

3. Inspiração

Acredito que como referência você deseja alguém que te inspire, não é verdade? Pois bem, a inspiração é dada por um conjunto de fatores que são:

Procure buscar cada um destes pontos no seu mentor. Eles serão importante, principalmente para mantê-lo motivado durante o processo de desenvolvimento profissional.

Aproveite para conhecer o curso de comunicação assertiva da FM2S!  Deixamos abaixo, a vídeo-aula de apresentação do curso para você conferir!

4. Compatibilidade

A compatibilidade está mais relacionada às características pessoais do seu mentor como a forma de se dirigir a você, ou seja, se há um bom relacionamento entre as partes. Para tanto, é essencial que você se sinta confortável para conversar sobre suas inseguranças, medos e desafios.

Ao mesmo tempo, também é necessário aceitar um certo contraste com relação às perspectivas para que o profissional te estimule a tomar ações estratégicas, tirando você de sua zona de conforto.

Dicas e práticas para melhor aproveitar sua mentoria

Por fim, trouxemos aqui um grupo de sugestões para você poder aproveitar melhor o seu processo de mentoria, são eles:

  • Respeite o tempo, tanto dos projetos, quanto do seu mentor: esteja preparado e tenha paciência. Como dito mais acima, a mentoria é um processo de desenvolvimento de carreira com foco no futuro, logo não se dá da noite para o dia;
  • Compartilhe tanto as coisas ruins como as boas: muitas pessoas acreditam que a mentoria foca especificamente naquilo que não vai bem, ou seja, nos pontos negativos e fraquezas. Porém, o profissional pode te ajudar a ir muito além naquilo que você já é bom, isto é, em seus pontos fortes e ações de alto retorno;
  • Faça um follow up da mentoria: realizar o follow up é uma responsabilidade sua e dependerá de você manter o relacionamento ativo e interessante;
  • Pergunte ao seu mentor como você pode ajudá-lo: isso, por sua vez indica que a relação que você tem com o seu mentor não é uma via de mão única. E lembre-se sempre: Independentemente da idade ou experiência, todos nós temos algo a ensinar e a aprender.

Assinatura FM2S

Conheça o modelo de aprendizagem da FM2S e descubra como acelerar o crescimento da sua carreira. São mais de 60 cursos disponíveis em nossa plataforma EaD. Além de estudar em seu ritmo, acesse os planos de desenvolvimento sugeridos e tenha mentoria para as certificações de Seis Sigma. Para saber mais, clique abaixo:

Conheça a assinatura FM2S

Leia mais no blog da FM2S:

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *