Facilitador Seis Sigma: você tem habilidade para ser?

construção civil
22 de dezembro de 2016
Última modificação: 22 de dezembro de 2016

Autor: Virgilio F. M. dos Santos
Categorias: Seis Sigma

Você sabe quem é um facilitador Seis Sigma?

Facilitador Seis Sigma: muitas técnicas do Lean e do Seis Sigma envolvem equipes multifuncionais em que as habilidades de facilitação são críticas para engajar todos os participantes e extrair o máximo de valor do evento.

Qual o Papel do Facilitador Seis Sigma?

Sendo uma reunião de rotina, um evento de mapeamento de processo, uma sessão de brainstorming ou outra atividade qualquer da equipe, o papel do facilitador Seis Sigma é garantir que o resultado seja ótimo por meio de:

  • Preparação do evento
  • Envolver as pessoas certas
  • Ajustar e comunicar objetivos, metas e escopo de maneira clara
  • Manter uma abordagem profissional e liderar pelo exemplo
  • Manter o foco de todos
  • Estabelecer regras básicas e garantir que sejam respeitadas
  • Garantir que a equipe se sinta apta a engajar-se no processo
  • Gerenciar o ambiente físico (espaço, temperatura, oxigenação)
  • Manter o trabalho no prazo
  • Gerenciar a dinâmica do grupo
  • Incentivar a criatividade
  • Gerenciar o processo (são as atividades focadas nas metas)
  • Delegar, quando apropriado, para garantir que o grupo se mantenha focado
  • Possuir plano de backup no intuito de lidar com o inesperado
  • Dirigir o grupo para que as decisões sejam fruto de consenso

Qual a diferença entre Facilitação e Fazer?

Um Facilitador Seis Sigma de sucesso é aquele que sabe que não deve entregar pessoalmente o mapa de processos, encontrar a causa raiz do problema ou encontrar a solução. Ao invés disso, ele precisa entender que seu papel é comandar a equipe para que esses resultados saiam.

Qual o papel do feedback?

Desenvolver a habilidade de facilitação requer tempo e muita prática, e um feedback construtivo é uma parte essencial do processo de desenvolvimento. A oportunidade para os membros da equipe de dar feedback ao facilitador Seis Sigma, deve ser integral e parte das atividades de rotina de qualquer grupo. Então, ao final do mapeamento de processos, por exemplo, o grupo deve não apenas revisar o mapa de processos e acordar os próximos passos, mas também fornecer feedback sobre o que eles estão fazendo bem e, no que ele deve focar no futuro. Um feedback construtivo e de rotina, é a chave para a mudança cultura.

O papel do Facilitador Seis Sigma não é fácil, concorda?

Entre todas as habilidades necessárias para um Green Belt ou Black Belt, ser um facilitador Seis Sigma é uma das mais difíceis de desenvolver e irá, frequentemente, representar a diferença entre o sucesso e o fracasso. Habilidades de facilitação devem ser ensinadas como parte principal de qualquer curso Seis Sigma, assim como fazemos na FM2S.

Facilitar Projetos Seis Sigma requer concentração constante e pode ser muito cansativo. Portanto, seja realista com suas metas. Eventos de dia todo podem ser muito para você e para o seu time, se não estiverem acostumados. Talvez uma série de eventos mais curtos irá permitir que vocês trabalhem no pico do desempenho durante todo o tempo.

Há sempre espaço para melhorar. Portanto, garanta que sempre que facilitar um evento, você tenha escolhido um aspecto de suas habilidades de facilitação que irá focar em melhorar aquele dia.

Quem mais atua com o facilitador Seis Sigma?

Facilitadores, árbitros e mediadores têm papéis diferentes, mas podem ter que assumir qualquer ou todos os papéis de acordo com a situação.

Quem são os mediadores Seis Sigma?

Os mediadores são membros neutros que trabalham para a reconciliação em qualquer arbitragem ou litígio.

Quem são os árbitros Seis Sigma?

Os árbitros atuam como partes neutras para ouvir a evidência e decidir sobre um caso determinado. Sua decisão pode ou não ser vinculativa. Um facilitador experiente pode ser de grande ajuda para um líder de projeto Six Sigma.

Tanto a mediação como a arbitragem podem ter significado legal, e a assistência do facilitador é melhor para resolver esses assuntos. Umas facilitações simples da conversa entre os dois membros contestam pode provar ser útil na arbitragem.

Os facilitadores podem ajudar a conduzir o projeto Six Sigma para o progresso.

Quais são os Fatores comuns do Facilitador Seis Sigma?

Facilitadores, mediadores ou árbitros têm todas as responsabilidades em comum. Todos eles têm que ser imparcial e específico sobre seu papel. Eles não devem ter uma agenda oculta ou noções sobre o projeto em mãos. Eles deveriam ter algum treinamento formal em gerenciamento de conflitos.

Além disso, eles devem ser sensíveis às preocupações das partes. Como intermediário, eles devem ouvir e fazer uma conversa cuidadosa com todos os envolvidos. Eles devem garantir que as duas partes sejam claras e sinceras em seus pontos de vista. Eles também devem ser capazes de provar que as conversas que eles têm não são divulgadas a ninguém e evitam fazer observações depreciativas.

Esses profissionais devem ter uma compreensão aprofundada do ponto de vista de todos antes de chegarem à conclusão.

Quais as diferenças entre o facilitador Seis Sigma?

Existem algumas diferenças nos papéis desses três profissionais. O papel do facilitador é fazer com que as partes envolvidas colaborem. É importante manter a calma em situações difíceis e neutras também. Eles devem ser capazes de encorajar as partes a expressar suas opiniões livremente. Eles devem evitar declarações que podem ser vistas como julgamentos.

No final de seu papel, eles devem deixar a equipe bem informada e energizada para outros projetos.

Os mediadores devem ser bons negociadores e facilitadores. Eles precisam ter boas habilidades analíticas e devem poder manter o equilíbrio quando as partes estão em desacordo e trazê-las no caminho certo para resolver o problema.

Quando a mediação é necessária, geralmente acontece que as duas partes estão conscientes das áreas problemáticas, enquanto um facilitador faz descobertas para as duas partes.

A arbitragem é diferente da mediação de determinadas formas. Assemelha-se a um processo judicial, onde as duas partes apresentam seus argumentos. Antes da arbitragem, as partes podem ter que assinar um documento que declare que a decisão será aceita. É menos dispendioso do que ir a um tribunal e está se tornando mais popular como resultado.

O papel de cada pessoa é valioso – e, dependendo da disputa, as partes podem obter ajuda da pessoa apropriada para levar seu projeto à sua conclusão lógico e bem-sucedida

 

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *