Como combinar o ERP, Lean e Six Sigma?

ERP Lean e Seis Sigma
04 de maio de 2020
Última modificação: 04 de maio de 2020

Autor: Guilherme Mendes
Categorias: Seis Sigma

Introdução

No atual ambiente de fabricação competitivo, são necessárias mais do que soluções rápidas, terceirização e redução de tamanho para alcançar consistentemente os objetivos de crescimento e lucro. Embora essas opções possam gerar alívio financeiro temporário, elas não abrirão caminho para crescimento e lucratividade a longo prazo. Para as empresas crescerem e excederem consistentemente as expectativas de resultados, elas precisam ser Lean. E para isso, elas devem dominar oito conceitos básicos do Lean Six Sigma. Vamos conferir agora, como as empresas estão combinando o ERP, Lean e Six Sigma de forma que um apoie o outro.

ERP, Lean e Six Sigma

As empresas de manufatura de vários setores são sábias em manter o foco na melhoria dos processos de negócios, na eliminação de desperdícios e na redução de custos. As equipes de gerenciamento tradicionalmente procuram o Lean, o Six Sigma e o ERP para apoiar esses esforços.

Em vez de ver essas abordagens como “mutuamente exclusivas”, as empresas mais bem-sucedidas entendem como Lean, Six Sigma e ERP trabalham juntos. Eles são capazes de progredir na melhoria de maneira mais rápida e eficiente. Antes de mais nada, vamos dar uma pincelada sobre o que é ERP.

O que é ERP?

O ERP, ou planejamento de recursos empresariais (Enterprise Resources Planning), é um sistema de software modular projetado para integrar as principais áreas funcionais dos processos de negócios de uma organização em um sistema unificado.

Um sistema ERP inclui componentes principais de software, frequentemente chamados de módulos, que se concentram em áreas essenciais de negócios integrando-as, como finanças e contabilidade, RH, gerenciamento de produção e materiais, gerenciamento de relacionamento com clientes (CRM) e gerenciamento da cadeia de suprimentos (SCM). As organizações escolhem quais módulos principais usar com base nos que são mais importantes para seus negócios em particular.

Em um português mais claro, o software ERP é geralmente classificado como um aplicativo corporativo projetado para atender às funções mais complexas e pesadas das grandes empresas e envolve, desde os fornecedores, até as entregas de produto final.

Se você deseja saber mais recomendamos acessar: ERP – Enterprise Resources Plannig.

Olhando para o Six Sigma

Dando continuidade, o Six Sigma é uma estratégia de melhoria de processos de negócios originalmente desenvolvida pela Motorola. A metodologia busca melhorar a qualidade, reduzindo a variabilidade e melhorando os processos.

Hoje, o Six Sigma possui ampla aplicação em muitos setores da indústria, mas muitas vezes não está sincronizado com o sistema ERP.

Objetivos do Seis Sigma

O objetivo implícito do Six Sigma é melhorar todos os processos para um nível consistentemente alto de qualidade. É focado no cliente. Para aumentar a satisfação destes, os fabricantes desejam oferecer serviços e/ou produtos consistentes e previsíveis com quase zero defeitos.

A abordagem Six Sigma usa um conjunto de métodos de gestão da qualidade, incluindo métodos estatísticos, e cria uma infraestrutura especial de pessoas dentro da organização (“Black Belts“, “Green Belts” etc.) que se tornam especialistas nesses métodos.

Olhando para o Lean

A manufatura enxuta é outra abordagem de negócios que geralmente vemos sendo implementada sem pensar em coordenar com o processo de seleção do ERP.

Um artigo da Semana da Indústria intitulado “Lean e ERP podem trabalhar juntos?” argumentou que frequentemente existem conflitos entre o lean e o ERP. Especificamente, o artigo observa que as implementações de ERP têm uma abordagem de cima para baixo, focada nas previsões de demanda para o planejamento de materiais. Eles observam que o Lean adere a um mantra de programação de produção baseado em pull (puxar), com o estoque reduzido ao mínimo por meio de um sistema Kanban interno que reabastece materiais e peças conforme necessário.

Apesar dessas diferenças, os fabricantes estão encontrando maneiras criativas de permitir que suas iniciativas enxutas e sistemas ERP coexistam e até trabalhem juntos. Alguns fabricantes, por exemplo, consideraram útil usar o ERP principalmente como um sistema de registros, registrando pedidos processados, materiais consumidos e produtos acabados enviados, mantendo o ERP fora da fábrica. Outros estão usando o “middleware” para preencher as lacunas entre o lean e o ERP. Uma empresa conseguiu casar o ERP e o Lean, solicitando um ERP personalizado e ajustando-o para trabalhar com o lean no chão de fábrica.

Deseja se especializar em uma das metodologias mais requeridas no mercado da engenharia? Acesse nossa Plataforma EAD e torne-se um especialista Lean.

ERP + Lean Six Sigma

O ERP serve como um hub central de dados e inclui as ferramentas de rastreamento e análise necessárias para erradicar torções nos processos de negócios. Continue lendo para ver como o ERP dá suporte tanto ao Lean quanto ao Six Sigma podendo transformar drasticamente suas operações de fabricação. Vamos agora conferir onde a combinação ERP, Lean e Six Sigma é extremamente útil.

Automação do processo

Errar é humano, e é por isso que é fundamental automatizar processos para reduzir erros humanos e variabilidade em toda a cadeia de suprimentos. Quanto mais você reduz tarefas manuais, mais reduz desperdícios e erros. O ERP integra atividades de back-end para permitir sofisticada automação de processos.

Por exemplo, em vez de designar funcionários para inspecionar materiais, o ERP pode inspecionar materiais automaticamente e até processar pagamentos a fornecedores. O software também pode detectar quando os clientes recebem pedidos, para que a compra possa ser debitada automaticamente de sua conta bancária. Em vez de exigir que os trabalhadores da produção insiram o horário de início de uma operação, um sistema ERP rastreia e atualiza essas informações em tempo real. Simplificando, uma cadeia de suprimentos automatizada é uma cadeia de suprimentos eficiente e precisa. Assim, automatizar seus processos com o ERP torna sua empresa de manufatura Lean Six Sigma amigável.

Análise de dados

Tão importante quanto a automação de processo é seguir os princípios do Lean Six Sigma, os fabricantes enfrentam barreiras quando eliminam etapas manuais ou passam por outras alterações sem destacar seus objetivos e desafios exclusivos. Para melhorar as operações, você deve saber o que precisa ser aprimorado. É por isso que as estratégias devem ser baseadas em dados precisos sobre seus processos. Medir e analisar dados serve como princípio básico do Six Sigma e, com o ERP, suas métricas mais valiosas estão sempre ao seu alcance.

Aproveite para conhecer nossa formação em visualização de dados acessando nossa Plataforma EAD.

Ferramentas Kanban

Um método para atingir padrões de fabricação enxutos é estabelecer fluxos de trabalho Kanban. Um sistema Kanban suporta iniciativas enxutas e manufatura just-in-time, por meio de produção puxada e intenso controle de estoque.

Embrulhar

O ERP inclui uma variedade de ferramentas poderosas e integradas, mas quando elas não são incorporadas a estratégias de negócios sólidas, você não pode esperar colher todas as recompensas de seu investimento. Metodologias como o Lean e o Six Sigma podem ajudá-lo a definir metas e métricas para maximizar o valor do seu software ERP e aprimorar seus processos de fabricação.

Conclusão

Se o ERP fizer parte de uma iniciativa Six Sigma ou Lean Manufacturing maior, é imperativo que a mentalidade das metodologias comece na seleção do software, continue com a implementação do ERP e não pare até bem depois da entrada em operação.

O ERP pode ser um excelente facilitador do Lean e de outras iniciativas de negócios. Dado o quão difícil é alterar um sistema ERP uma vez instalado, considere o argumento para uma iniciativa Lean pré-ERP, ainda mais com tantos conflitos entre eles. Uma infraestrutura Lean ERP bem implementada é uma grande vantagem competitiva, mas precisa ser sequenciada adequadamente.

O mercado moderno de ERP está enfrentando crescimento e desafios. A extensão da personalização não decide apenas o sucesso do ERP. O ERP pode ser o caminho para a prosperidade, se alguém puder implementar uma abordagem revolucionária para de produtos e processos através do uso efetivo de métodos estatísticos nas habilidades Lean Six Sigma.

Aproveite para conhecer os cursos gratuitos da FM2S:

Deixe seu comentário

um comentário

  • Cristiano Rodrigues disse:

    Nunca imaginei essa junção do ERP com o Lean Seis Sigma. Muito bom o texto e fico feliz em saber que podemos unir as tecnologias aos projetos belts.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze − treze =